SBT – Bake Off Brasil http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br Curiosidades sobre a reality 'Bake Off Brasil – Mão na Massa', informações de bastidores e as receitas mais saborosas da competição. Sun, 18 Oct 2015 01:41:38 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Samira é a vencedora do “Bake Off Brasil”; veja declarações exclusivas http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/17/samira-e-a-vencedora-do-bake-off-brasil-veja-declaracoes-exclusivas/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/17/samira-e-a-vencedora-do-bake-off-brasil-veja-declaracoes-exclusivas/#comments Sun, 18 Oct 2015 01:41:38 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=316 Foto_Artur Igrecias-123

Samira vence o Bake Off Brasil.

A dona de casa Samira Ghannoum, 42 anos, eliminou Marília Rosenberg e Ayrton Boffo na grande final do reality show “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT) e se tornou a melhor confeiteira amadora do País e a primeira do formato da atração (BBC) na América Latina na noite deste sábado (17). Com exclusividade para o UOL, Samira conta como foi vencer o programa e lembra da coincidência de sua vitória com a da também muçulmana Nadiya Hussain, que ganhou a edição britânica da atração na semana passada.

“Vencer é apenas o começo. Não quero ser lembrada como mais uma ganhadora de um reality show, quero que  meus bolos e doces marquem para sempre, os momentos especiais de muitas pessoas. Me sinto muito feliz por ser a primeira mulher de descendência árabe e muçulmana  a estar em um reality show no Brasil, mas isso não me torna mais especial que os outros, isso me dá mais responsabilidade. Acredito que vou conseguir realizar  o sonho de ter minha confeitaria. Agradeço a todos que não me julgaram e respeitaram minha cultura,  é o respeito que nos uni, independente das religiões. A vida pode ter momentos muito amargos, mas está em nossas mãos o poder de transformá-los em doces. Também não posso deixar de dizer que estou feliz com a coincidência entre eu e a Nadiya, que venceu o reality da Inglaterra”, declara Samira, que comemora a vitória ao lado da família e amigos em um restaurante no bairro de Pinheiros (SP).

Foto_Artur Igrecias-11

Ticiana Villas Boas – SBT

A apresentadora do reality show, Ticiana Villas Boas e os jurados, Fabrizio Fasano Jr. e Carolina Fiorentino também enviaram suas mensagens para Samira através do UOL. “Eu achei que a Samira mereceu o prêmio. Sem dúvida foi a mais constante, a que errou menos e a que fazia as coisas mais gostosas. Ela tem mão mesmo de confeiteira. Nasceu com o dom e fica claro que faz tudo com muito amor e entrega”, comenta Ticiana.

“Fico muito satisfeita com o resultado, a Samira é uma pessoa equilibrada, uma esponjinha absorvendo todo o conhecimento, conselhos e experiências ao seu redor. Uma pessoa muitos especial  que eu tenho um carinho enorme e  imenso respeito”, lembra Carol Fiorentino. Já Fasano, lembra do episódio do Tiramissú (em que Samira optou por não usar álcool na receita)  e pede desculpa para a campeã por ter lhe criticado: “Sami, no prefácio que escrevi para o livro seu e do Bake Off, te peço publicamente desculpa, espero que aceite”.

Foto_Artur Igrecias-106

Ayrton e Samira com seus familiares ao fundo.

Com a presença dos participantes eliminados na tenda da atração, que fica em um haras na região de Sorocaba (SP), a primeira etapa da final exigiu que Samira, Ayrton e Marília passassem pelo desafio técnico: preparar a temida Torta Regina. Cada um dos finalistas escolheu um entre os nove eliminados. Marília não se saiu bem e perdeu a oportunidade de ser campeã.

Na sequência veio a prova que definiu Samira como vencedora: preparar em apenas duas horas um bolo de casamento que também foi avaliado pelo respeitado chef confeiteiro em todo o Brasil, Marcelo Magaldi, que trabalha na “Casa Fasano”.

Foto_Artur Igrecias-117

Equipe reunida após a final.

Os familiares de Ayrton e Samira acompanharam de perto o nervosismo dos finalistas e o anúncio do vencedor, que deixou a muçulmana emocionada. “Para mim foi uma honra ter competido com ela, uma honra ter sido colocado equivalente com ela nesse desafio”, disse Ayrton. Fasano anunciou Samira campeã. A muçulmana ganha como prêmio seu primeiro livro de confeitaria juntamente com o programa.

]]>
17
Finalistas do “Bake Off Brasil” contam por que merecem vencer a atração http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/16/finalistas-do-bake-off-brasil-contam-por-que-merecem-vencer-a-atracao/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/16/finalistas-do-bake-off-brasil-contam-por-que-merecem-vencer-a-atracao/#respond Fri, 16 Oct 2015 21:10:14 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=309 Foto_Artur Igrecias-43

Marília, Ayrton e Samira na grande final do Bake Off Brasil.

A grande final do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” vai ao ar na noite deste sábado, 17 de outubro, às 21h30, no SBT, e os três finalistas do reality show não escondem a ansiedade para que o episódio seja exibido. Em bate-papo exclusivo ao UOL, Ayrton Boffo, Marília Rosenberg e Samira Ghannoum contam por que devem ser o melhor confeiteiro amador do Brasil e levar o cobiçado prêmio da atração: a publicação de seu primeiro livro de confeitaria.

Foto_Artur Igrecias-2

Ayrton, Marília e Samira.

O engenheiro químico Ayrton, de 24 anos, revela: “Eu mereço vencer por ter sido o que mais se arriscou. Sei que me falta experiência e que muitas vezes minha desorganização e nervosismo me atrapalharam, mas, para mim, o melhor confeiteiro amador do Brasil deve ser aquele que não fica em sua zona de conforto, que inove e não apenas siga uma receita ou copie”.

Já a dentista Marília, de 45 anos, conta: “Com todo respeito aos meus adversários, eu acho que mereço vencer o ‘Bake Off Brasil’ por que os meus doces são deliciosos e faço tudo com muito amor. Cozinhar é minha paixão e em cada episódio demonstrei concentração e tranquilidade no preparo das receitas”.

Samira, de 42 anos, que emagreceu 30 quilos antes de entrar no reality show, garante: “Amo os doces e a confeitaria é a minha vida. Por isso quero continuar fazendo o que mais amo”.

]]>
0
“Torciam por mim pelo meu jeito”, diz Michael, eliminado do “Bake Off” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/14/torciam-por-mim-pelo-meu-jeito-diz-michael-eliminado-do-bake-off/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/14/torciam-por-mim-pelo-meu-jeito-diz-michael-eliminado-do-bake-off/#respond Wed, 14 Oct 2015 14:55:23 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=304 Final - Foto Artur Igrecias (6)

Michael Levine do Bake Off Brasil

O semifinalista Michael Levine foi o último eliminado do reality show “Bake Off Brasil – Mão na Massa” (SBT). O paulista conquistou o público com seu temperamento divertido e foi apontado pelos internautas como um dos favoritos ao prêmio. Porém, após um CakePop fora dos padrões e com aparência de uma mini-maçã do amor, o paulistano deixou a atração por decisão dos jurados Fabrizio Fasano Jr. e Carolina Fiorentino. Em entrevista exclusiva ao blog, Michael conta que participar do “Bake Off Brasil” foi uma experiência maravilhosa, diz que quer se profissionalizar e revela que assim que deixou o reality show começou a trabalhar em uma confeitaria profissional de São Paulo. “Vocês ainda vão ouvir o meu nome: Chef Michael Levine. Já estou no caminho”, garante Michael.

UOL
– Como você avalia sua participação no Bake Off Brasil?

Michael: Num todo, de 0 à 10, dou nota 8 (risos). A modéstia morreu neste momento (Risos). Desculpa, mas fui mestre confeiteiro por três semanas, além de jurado especial e isso possui um peso para mim.

UOL – Você admirava o jurado Fabrizio Fasano Jr. ao longo da temporada e ficava tenso com as avaliações dele. Ficou emocionado com o discurso dele em sua eliminação?

Michael: No início, vivia me perguntando qual era o papel dele, mas depois da prova do pão de queijo ele me tocou com suas palavras de uma forma, que tentei (tentei, não que tenha conseguido) ao máximo me sair bem. Fiquei extremamente emocionado com o discurso dele. O Fasano e a Tici são uns fofos e foram mega gentis no momento da minha eliminação. Aproveito o espaço para agradecer, não somente ao Fafa (sim, eu o chamava assim), como a Tici, que sempre me deu todo o apoio na tenda. Deus abençoe vocês.

Final - Foto Artur Igrecias (1)

Michael pode se tornar jurado por um dia na repescagem.

UOL – Você pretende seguir carreira como confeiteiro profissional?

Michael: Trabalho com a Chef confeiteira Giuliana Cupini desde o dia em que gravamos a minha saída da tenda. Ela me mostrou um universo ainda maior e pretendo seguir, vocês ainda vão ouvir o meu nome: Chef Michael Levine. Já estou no caminho.

UOL -Por quem você está na torcida para vencer a atração e quem você não quer que ganhe?

Michael: Desde a primeira vez que a vi, eu me apaixonei e dividimos a van (O trio “ZéEle”: Eu, Sami e Ronaldo). Não existe ninguém mais preparada e merecedora para ganhar este livro, senão, minha amiga Samira. Também torço pela Marília, eita mulher concentrada, além de falar com os bolos, gosto de gente louquinha (risos).

Foto_Artur Igrecias-106

Michael durante prova.

UOL -Você foi apontado como um dos favoritos da audiência ao longo da temporada pelo jeito brincalhão e irreverente. O que mudou em sua vida e no dia-a-dia?

Michael: Nunca me vi como favorito, as pessoas torciam por mim pelo meu jeito. Creio que quando você vive sem máscaras, você atrai pessoas de todos os tipos, talvez isto tenha encantado boa parte do público. Aos meus seguidores, vocês são “lacrativos”, amo vocês.

UOL – Gosta do assédio das pessoas na rua? O que mudou em sua vida nesse período?

Michael: Pode não parecer, mas sou super tímido. Eu curto este carinho das pessoas por mim, até dos “haters” [pessoas que propagam o ódio a tudo e a todos nas redes sociais] eu gosto. Minha vida continua a mesma, ando de metrô, ônibus e é engraçado quando me reconhecem. A cena mais fofa até agora foi quando os alunos da escola que fica em frente da confeitaria aonde trabalho, começaram a gritar por mim: “Michael, torço por você”, ” É ele mesmo”, “Te adoro”. Pela primeira vez, chorei no meio da rua.

UOL – Qual foi o seu melhor momento no reality-show?

Michael: Para mim todos os momentos foram bons. Principalmente os momentos em que vivi na tenda, não aqueles que foram apresentados ao público.

]]>
0
Ayrton, Marília e Samira são os finalistas do primeiro “Bake Off Brasil” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/13/ayrton-marilia-e-samira-sao-os-finalistas-do-primeiro-bake-off-brasil/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/13/ayrton-marilia-e-samira-sao-os-finalistas-do-primeiro-bake-off-brasil/#comments Tue, 13 Oct 2015 18:18:10 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=296 Foto_Artur Igrecias

Ayrton, Marília e Samira são os finalistas do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa”

Após 12 semanas o reality show “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT) chega até a grande final, que vai ao ar na noite deste sábado, 17 de outubro. Ayrton, Marília e Samira são os competidores que estão a um passo de se tornar o maior confeiteiro amador do País. Para isso precisam enfrenta as duas últimas tarefas e surpreender os jurados Fabrizio Fasano Jr. e Carolina Fiorentino. Para quem você está torcendo?

Relembre o perfil dos finalistas:

AyrtonAyrton – 24 Anos

São Bernardo do Campo – SP

Ayrton é engenheiro químico, mas se sente frustrado por não ter estudado gastronomia. Começou a fazer bolos por brincadeira e tomou gosto pela cozinha. O hobby dele é inventar e colocar a família toda para provar suas invenções na confeitaria. É muito autocrítico.

 

Marilia

Marília – 45 Anos

São Paulo – SP

Marília é dentista e aprendeu a cozinhar com a avó, que foi uma ótima cozinheira.  Fez seu primeiro bolo aos sete anos e diz que confeitar é o que realmente a relaxa depois de um dia de agenda cheia no consultório. Judia e mãe de dois filhos, Marília tem boa autoestima e assume que também não falta a ela modéstia, principalmente, na cozinha.

 SamiraSamira – 42 Anos

Goiânia – GO

Samira é dona de casa, tem cinco filhas e mora em São Paulo ao lado do marido libanês. Muçulmana, faz bolos e doces pra complementar a renda da família, principalmente, para a comunidade árabe. Autodidata, o sonho de Samira é ser proprietária de uma confeitaria. Desde o começo do ano, decidiu mudar de vida e emagreceu 30 quilos só com dieta.

]]>
2
“Fasano e Carol pegavam no meu pé”, diz Joca, eliminado do “Bake Off” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/02/fasano-e-carol-pegavam-no-meu-pe-diz-joca-eliminado-do-bake-off/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/02/fasano-e-carol-pegavam-no-meu-pe-diz-joca-eliminado-do-bake-off/#comments Fri, 02 Oct 2015 21:27:09 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=266 Foto_Milena seta-136

Joca é eliminado do “Bake Off Brasil”

O advogado Humberto Consiglio, 43 anos, conhecido pelo Brasil como Joca, foi o eliminado do “Bake Off Brasil – Mão na Massa” (SBT), do último sábado (26). A saída do paulista da competição deixou os outros participantes emocionados. Em entrevista exclusiva ao UOL, o advogado revela não torcer para nenhum dos concorrentes restantes na competição, diz que pretende seguir carreira como confeiteiro e comenta sobre as críticas que a aparência de seus doces costumavam receber dos jurados Fasano e Carolina: ” Fabrizio e a Carol, que pegavam no meu pé mas é porque tenho certeza que queriam extrair o meu melhor, pois sentiam que poderia render mais”.

Confira a entrevista na íntegra:

UOL – Como você avalia sua participação no Bake Off Brasil?

Joca: A minha participação foi excelente, não me refiro necessariamente ao produto final apresentado nas provas, pois esse é passível de controvérsias, me refiro sim à oportunidade única e extraordinária de poder estar participando de um projeto que é um sucesso mundial e ao fato de que é necessário muita coragem e disposição para participar de um programa desses, me refiro ainda de ter podido mostrar o meu melhor lado que é a paixão que sinto pela gastronomia; tudo o que fiz foi de coração, coloquei muita dedicação e paixão em cada prato pois tinha plena consciência dessa oportunidade única que estava passando.

Foto_Milena seta-91

Bombas de Joca são criticadas.

UOL – As suas receitas eram elogiadas pelo sabor, mas muitas vezes foram criticadas pela aparência. O que achava disso?

Joca: Romper com os padrões estéticos estabelecidos nunca foi tarefa fácil, seja em que esfera for; essa ruptura causa estranheza inicial em todos e até mesmo indignação aos mais ortodoxos. Quando eu disse um não à ditadura do morango com chantilly, que particularmente acho cafona, sabia que estava provocando a ira dos defensores da estética convencional sob o perigo de à priori ser incompreendido, mas acima de tudo, certo de que isso poderia posteriormente gerar um padrão de fácil reconhecimento e foi o que aconteceu quando o Fabrizio reconheceu o “Padrão Joca” de acabamento. Sou um apreciador da estética geométrica e minimalista e ainda, me sinto o legítimo representante da culinária Roots, dos primórdios mesmo, onde ainda não havia a contaminação de determinados “padrões” a serem seguidos. Picasso uma vez, ao visitar uma exposição de desenhos de crianças, disse: “Quando eu tinha essa idade sabia desenhar como Rafael, mas, precisei de uma vida inteira para aprender a desenhar como as crianças”. Obvio que não estou querendo me comparar à genialidade do mestre Picasso, simplesmente estou justificando que aquilo que à primeira vista lhe parece tosco e mal acabado, pode ser um processo elaborado e proposital de ruptura com o que já está estabelecido como belo.

Foto_Milena seta-201

Participante Joca.

UOL – Você pretende trocar a profissão de advogado pela de confeiteiro profissional?

Joca: Trocar de profissão é apenas um reconhecimento daquilo que a minha alma está falando dentro de mim; não necessariamente por um confeiteiro profissional, pelo menos por enquanto, pois para isso será necessário terminar cursos de bolos e doces, mas sinto que a minha verdadeira vocação é levar entretenimento para as pessoas; Adoro interagir com o público e ver o retorno desse trabalho quase que em tempo real através das mídias sociais. Meu plano é inicialmente ter um canal dedicado para ensinar receitas e continuar interagindo com as pessoas, pois isso juntará muitas boas qualidades que acredito ter: didática necessária para ensinar, bom humor e paixão pela culinária, Ensinar receitas fáceis e práticas e mostrar que qualquer pessoa pode cozinhar, afinal eu sou a prova viva disso (risos).

UOL – Qual foi o seu melhor e o pior momento no reality show?

Joca: Eu tive tantos momentos maravilhosos no programa que não saberia dizer se tive momentos ruins; recebi uma carta do meu pai que estava internado e me acabei de chorar (risos); Tive meu bolo de raiz escolhido como o melhor do dia por ninguém menos que o Chef Carlos Bertolazzi (Hell’s Kitchen – Cozinha Sob Pressão), uns dos melhores da atualidade; Tive o privilégio único de passar meu aniversário durante as gravações do programa e ter a carta que a Paty, minha esposa, me escreveu, sendo lida em rede nacional pela queridíssima Ticiana, me acabei de chorar também (risos).Tive a honra de conhecer pessoas extraordinárias da produção, direção, roteiro, isso sem contar evidentemente com o Fabrizio e a Carol, que pegavam no meu pé mas é porque tenho certeza que queriam extrair o meu melhor, pois sentiam que poderia render mais (dizem por ai que os verdadeiros amigos são os que falam as verdades na nossa cara) e, é claro, a querida Ticiana, que me defendeu até no último programa, aliás não somente a mim mas a todos pois sabia dos perrengues que passávamos.

UOL – Fez amigos na atração? Por quem está na torcida? E quem você acha que não merece vencer?

Joca: O clima sempre foi de amizade, sou amigo de todos; aqueles que estava torcendo saíram antes de mim, que eram o Ronaldo e a Gabi, muito talentosos e cozinheiros de alma como eu; jamais diria que alguém não merece ganhar, não faz o meu estilo, torço para que vença o melhor.

Foto_Milena seta-199

Joca recebe abraços após ser eliminado do “Bake Off Brasil”.

]]>
7
Barraco sem fim: Ayrton e Michael não se perdoam após “Bake Off Brasil” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/29/barraco-sem-fim-ayrton-e-michael-nao-se-perdoam-apos-bake-off-brasil/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/29/barraco-sem-fim-ayrton-e-michael-nao-se-perdoam-apos-bake-off-brasil/#comments Tue, 29 Sep 2015 13:50:41 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=250

O UOL entrevistou com exclusividade os participantes Ayrton Bartoleti e Michael Levine, protagonistas da pior discussão do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT), exibida no último sábado (26). Entre acusações e insultos, os telespectadores e internautas saíram em defesa de seus competidores favoritos durante a atração. Porém, pelo que parece, o barraco está longe de ter um fim no lado de fora da tenda do reality show.

Acusado pelo engenheiro químico de roubar sua ideia de preparar uma bomba de chocolate com recheio de Tiramisú , Michael garante: “Minha consciência está tranquila”. Enquanto isso, Ayrton, que já protagonizou outro desentendimento com Samira Ghannoum, brinca: “Acho que eu sou meio encrenqueiro, né?”. Apesar do bom-humor, Ayrton assume ser briguento e nega ser vítima de perseguição: “Eu erro, como todos erram, coube a mim abaixar a cabeça, entender a situação e pedir perdão. Não acredito haver perseguição, mesmo porque, vencerá quem cozinhar melhor, independentemente de brigas ou acusações”.

Relembre desentendimento de Ayrton e Samira: “É melhor eu ficar esperta”, diz Samira após acusação de Ayrton no Bake Off

esse

Ayrton e Michael.

Após assistir ao programa, o engenheiro químico confessa ter acreditado no paulista, que garantiu não ter copiado a ideia do recheio da bomba. Enquanto isso, Michael, que ficou incomodado com a afirmação, detona o colega, afirma que ele é preguiçoso e faz uma revelação: “Eu já havia comentado com ele que caso houvesse alguma prova de bomba no programa eu prepararia uma com recheio de tiramisú e ele achou a minha ideia uma delícia. Ou seja, será mesmo que eu o copiei? Eu até acho bacana ter duas receitas iguais, mas a forma como as coisas ocorreram me deixou chateado. Vai da consciência dele assumir ou não, pois a minha está super tranquila”.

Sobre o jurado Fabrizio Fasano Jr. ter afirmado que a briga dos dois foi ridícula, Ayrton justifica: “Com a pressão da competição, o tempo limitado e a vontade de querer se superar a cada desafio, qualquer rachadura pode desabar um castelo de vidro. A briga poderia ter sido evitada, porém, no momento, os nervos estavam à flor da pele”. Michael é mais direto: “Qualquer coisa que eu fale, serei taxado como o barraqueiro, as pessoas acreditam no que elas querem acreditar, mesmo que esteja na cara delas”.

farinha

Michael se irrita com Ayrton e joga farinha nele.

Carol Fiorentino e Fasano avaliaram as bombas e decidiram por unanimidade que o sabor do doce de Michael era melhor, embora a aparência não fosse tão bela. Por sua vez, Ayrton apresentou um belo doce, mas com sabor desastroso. “Estaria satisfeito se tivesse lacrado da decoração ao sabor. Eu prefiro ter o sabor do que uma decoração linda com um gosto duvidoso” alfineta Michael. “Eu errei na execução, fiquei nervoso e acabei transferindo tudo isso para minha receita, a qual já havia testado e o resultado foi delicioso”, garante Ayrton.

Cada um na sua

esse022

Michael e Ayrton.

Os dois, que fazem parte dos cinco finalistas do “Bake Off Brasil”, garantem não guardar mágoa, mas não pretendem fazer as pazes. Para Ayrton: “Somos tão diferentes que no fim nos tornamos iguais, porém, cada um com seu caminho. Tenho certeza que ele alcançará todos os objetivos que almeja, pois tem capacidade e habilidade para isso, e eu, lutarei para alcançar os meus”. Já Michael comenta: “Recebi ameaças de alguns seguidores alienados devido a briga e o Ayrton me mandou uma mensagem tentando fazer ‘a preocupada’, fofo, né? Sobre fazer as pazes, não existe razão para tal ação. Não mantemos amizade, mas as razões são outras e sou feliz assim. A fila anda e desejo que seja feliz da maneira que ele acredita ser e pronto”.

 

]]>
2
Eliminado pela segunda vez, Bruno conta como foi participar do “Bake Off” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/28/eliminado_pela_segunda_vez_bruno_conta_como_foi_participar_do_bake_off/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/28/eliminado_pela_segunda_vez_bruno_conta_como_foi_participar_do_bake_off/#respond Mon, 28 Sep 2015 13:55:42 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=247 Participantes com os bolos de sua vida_Foto Artur Igrecias

Bruno é eliminado duas vezes do Bake Off Brasil.

Eliminado na semana passada pela segunda vez no “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT), o gaúcho Bruno Sutil conversa com o UOL, conta como é a sensação de ver o sonho de ser campeão do reality show terminar e revela que pensa em investir profissionalmente na área da confeitaria após ter conseguido agradar o rigoroso paladar dos jurados Fasano e Carol Fiorentino.

UOL – Como é a sensação de ser eliminado pela segunda vez no Bake Off Brasil?

Bruno: Olha, boa é que não é [risos].  Eu já to sentindo falta da tenda, não é fácil sair. Lá é meio que a cozinha dos sonhos. Queria muito poder cozinhar lá mais uma vez.

UOL – Por qual motivo você decidiu fazer uma receita diferente da pedida (Naked Cake) pelos jurados durante a prova? Motivo que pode ter influenciado na sua eliminação.

Bruno: A receita não é diferente. A massa não é tradicional, ou muito conhecida. o Dacquoise não é simples de fazer – é muito sensível à diversos fatores – e acontece que o tempo úmido realmente atrapalhou.

Bruno Bake OffUOL – Por quem está torcendo para vencer o reality show? Existe alguém que você não queira que vença?

Bruno: Meu coração é meio dividido. Fiquei muito amigo de muita gente, mas acho que tem uma questão de constância, de ir bem sempre em todas as provas e, quanto à isso, com certeza a Samira é uma forte concorrente. Não tem ninguém que eu não queira que vença, mas acho que alguns participantes merecem muito mais ganhar.

UOL – Qual foi o seu melhor momento dentro do “Bake Off Brasil”?

Bruno: Com certeza a repescagem.  Foi um episódio lindo onde as pessoas estavam jogando pela esperança de voltar, não surtando pra não sair. Eu acho que foi o mais bonito e o mais gostoso de participar e, talvez, o que eu tenha ido melhor.

UOL – O que fará a partir de agora? Possui algum projeto? Vai se especializar para virar um confeiteiro profissional?

Bruno: Eu tenho a minha página “Bruno Sutil” no Facebook e um canal no YouTube com o mesmo nome. Muita gente está querendo comprar os meus doces, então, estou pensando se irei ou não investir nessa nova área. Talvez não seja uma ideia tão ruim, afinal, consegui agradar a Carol e o Fasano.

]]>
0
Carol Fiorentino do “Bake Off Brasil” ensina como fazer o caramelo perfeito http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/10/carol-fiorentino-do-bake-off-brasil-ensina-como-fazer-o-caramelo-perfeito/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/10/carol-fiorentino-do-bake-off-brasil-ensina-como-fazer-o-caramelo-perfeito/#respond Thu, 10 Sep 2015 18:19:27 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=206 Carolina FiorentinoA chef confeiteira do reality show “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT), Carolina Fiorentino, gravou um vídeo onde ensina quais são as técnicas para preparar um caramelo perfeito para utilizar nos doces. A jurada também  explica como umedecer com exatidão os bolos, técnica que sempre alerta os participantes do “Bake Off Brasil”.

Confira o vídeo:

]]>
0
Juliana volta ao “Bake Off” e ironiza Fasano em entrevista: “Te devo uma” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/09/juliana-volta-ao-bake-off-e-ironiza-fasano-em-entrevista-te-devo-uma/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/09/juliana-volta-ao-bake-off-e-ironiza-fasano-em-entrevista-te-devo-uma/#comments Wed, 09 Sep 2015 19:35:00 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=199 Participantes com os bolos de sua vida_Foto Artur Igrecias (5)

Participante Juliana. Crédito: Artur Igrecias/SBT

Na repescagem do  “Bake Off Brasil – Mão na Massa” (SBT) exibido no último sábado, Juliana Ferraz, de 24 anos, voltou ao reality show com garra e confiança para ser a grande vencedora. Em entrevista exclusiva ao UOL, a paulista conta como foi ser a primeira eliminada da atração e comenta sobre a sensação de dar a volta por cima e retornar ao jogo. Dona do canal de vídeos “TPM, pra que te quero”, onde ensina receitas para as internautas fazerem desse um período mais doce, Juliana teve que lidar com memes e piadas após sua eliminação e do cometário do temível jurado Fabrizio Fasano Jr., que após saborear seu bolo de chocolate foi categórico: “Ju, nem em TPM dá para comer esse bolo” (o doce estava amanteigado). Juliana garente que aprendeu a levar tudo com bom humor e aproveita para ironizar Fabrizio: “Pra mim foi ótimo, ele fez propaganda do TPM em rede nacional. Obrigada, Fabrizio! Te devo uma!”. Leia a entrevista completa:

UOL – Qual a sensação de voltar ao “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” após a repescagem?
Juliana: É indescritível. Foi realmente uma segunda chance para mim, e isso é muito simbólico. Significa um recomeço para tudo na minha vida, principalmente um novo olhar sobre mim mesma. Voltar para a competição foi uma das coisas mais incríveis que aconteceu comigo ultimamente. Significa que quando eu consigo administrar as minhas emoções, tudo dá certo.

UOL – Você foi a primeira eliminada da atração. Qual foi o erro daquela ocasião que você deve evitar repetir?
Juliana: O grande erro que me fez sair, foi deixar a emoção e a ansiedade falarem mais alto. Sou uma pessoa muito intensa em tudo o que faço e essa intensidade acabou me atrapalhando. Aprendi também que errar é humano e que em uma competição com pressão, é preciso saber lidar com os erros. Mas como faço tudo com muita paixão, agora com os nervos controlados, acredito que dará tudo certo (risos).

UOL – O que você acha dos jurados, Fabrizio Fasano Jr. e Carolina Fiorentino?
Juliana: Não tive tempo de conviver muito com a Carol e o Fabrizio. Mas como todas as críticas que recebo, tento assimilar da melhor forma possível. Eu ainda me sinto um pouco intimidada, não é tão fácil impressionar os dois. Mas aprendi também a respirar e lidar da melhor forma possível. Apesar que no último episódio consegui agradá-los. Isso pra mim já é uma vitória.

UOL -Você é a participante mais jovem do “Bake Off Brasil”, ao lado do Ayrton, acredita que isso ajuda ou atrapalha?
Juliana: Acho que ajuda. Ajuda pelo fato de eu ser muito aberta a novas experiências, novas pessoas e também por sempre encarar novos desafios de uma maneira muito leve.

Confeccao dos Doces_Fotos Artur Igrecias (50)

Juliana tenta explicar sua receita para Carolina Fiorentino no programa de estreia. Crédito: Artur Igrecias/SBT

UOL – Possui alguma estratégia que acredita que lhe fará vencedora do primeiro “Bake Off Brasil – Mão na Massa”?
Juliana: Minha estratégia é simples: me divertir e fazer tudo com muito amor. Foi isso que eu aprendi com o programa até agora: se eu ficar nervosa e tensa, vou errar. Se eu ficar tranquila e alegre, tudo vai dar certo. Afinal, cozinhar nada mais é do que um ato de carinho. Tem que ser
gostoso!

UOL – Por quem você estava torcendo depois que foi eliminada? E agora que voltou ao programa, como fica essa torcida?
Juliana: Posso dizer que estava torcendo para uns 8 participantes? (risos) Gosto muito de todos, mas eu criei uma afinidade muito grande com o Michael. A gente brinca que foi amor à primeira vista. Apesar de ter voltado à competição, para mim nada vai mudar. Continuo torcendo para ele e
para mim ao mesmo tempo. Acho que formaremos uma ótima dupla! (risos).

UOL – Possui alguma inimizade no reality ou tomará cuidado com algum dos seus concorrentes? Por quê?
Juliana: Não. Gosto de todos e espero que seja assim até o final. Claro que tudo pode mudar com o decorrer do programa, mas espero que o clima de cooperação sempre continue. Isso faz toda a diferença.

Juliana

Participante Juliana. Crédito: Artur Igrecias/SBT.

UOL – Os internautas postaram brincadeiras inspiradas no comentário de Fasano em relação ao bolo de chocolate com excesso de manteiga que você apresentou no programa de estreia, que resultou em sua eliminação. Como você lidou com essas críticas?
Juliana: A partir do momento que você se expõe, principalmente em rede nacional, tem que saber lidar com as críticas. Eu já estou com o “TPM, pra que te quero?” há quase um ano, já ouvi muitas coisas que gostei e que não gostei. Antes eu ficava triste, achava que era pessoal. Hoje em dia dou muita risada e aprendi que cada um tem uma opinião. Por sorte, pelo menos no canal, existe um retorno muito positivo dos fãs, o que me faz acreditar cada vez mais no meu trabalho. Em relação ao comentário do Fasano, eu dei muita risada. Pra mim foi ótimo, ele fez propaganda do TPM em rede nacional. Obrigada, Fabrizio! Te devo uma! (risos).

]]>
1
Fasano detona eliminados que não lidam bem com derrota no “Bake Off Brasil” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/04/fasano-detona-eliminados-que-nao-lidam-bem-com-derrota-no-bake-off-brasil/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/04/fasano-detona-eliminados-que-nao-lidam-bem-com-derrota-no-bake-off-brasil/#respond Fri, 04 Sep 2015 19:46:00 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=189 Bastidores - Fotos Artur Igrecias (10)

Fasano concede entrevista exclusiva para o UOL. Crédito da foto: Arthur Igrecias/SBT

Em entrevista exclusiva ao UOL, o temido jurado do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT), Fabrizio Fasano Jr., conta como está a repercussão do reality show, fala das palestras que está ministrando pelo País, analisa o desempenho dos participantes e de sua amiga de júri, a chef confeiteira Carolina Fiorentino. Polêmico e nada doce em suas declarações, o empresário ainda manda um recado aos participantes que venham a não aceitar suas eliminações: “Só a vida poderá ensinar que uma oportunidade dessa não se têm duas vezes”.

UOL – Como está sendo ser jurado do Bake Off Brasil – Mão Na Massa? Quais experiências adquiridas até o momento?

Fabrizio: Está sendo uma experiência única e super agradável. De forma geral, essas experiências são muito mais ligadas ao lado emocional do que ao processo culinário.

UOL – Qual foi o pior erro de um participante até agora?

Fabrizio: Não me lembro de nenhum erro gravíssimo gravíssimo que algum participante em específico tenha feito, mas me lembro dos erros graves que a maioria deles cometeu.

Jurados - Foto Artur Igrecias (2)

Fabrizio Fasano Jr. e jurado linha dura do Bake Off Brasil.

UOL – Você chamou a atenção da Carolina no sexto episódio do reality e disse que ela precisa ser menos boazinha, por qual motivo? Você se considera muito exigente?

Fabrizio: Eu sou uma pessoa bastante crítica e sempre tento, através das minhas críticas, fazer com que as pessoas cheguem ao máximo que elas conseguem. Eu também sinto isso da Carol, as vezes ela tinha alguma crítica um pouco mais forte para dizer, mas talvez pela personalidade ser diferente da minha, ela amenizava um pouco as palavras e era isso que eu queria nela, que ela me ajudasse a fazer com que eles se sentissem mais pressionados e, portanto, conseguissem fazer o melhor deles.

UOL – Além do “Bake Off Brasil” você também está ministrando palestras pelo País com temáticas motivacionais, certo? Explique um pouco como elas funcionam.

Fabrizio: A minha palestra tem como objetivo mostrar para as pessoas que o hoje bem tratado e bem resolvido é a melhor maneira de garantir um futuro melhor, mais tranquilo e feliz. Tratar os dias ruins da melhor maneira possível só depende da gente e é aí que está a grande fórmula de conseguir transformar nossa vida numa coisa mais fácil e tranquila. Quando os nossos problemas chegam, eles parecem um tsunami, porém, com o passar dos dias, as vezes, eles viram ondinhas. Na realidade não foi o problema que mudou, mas sim a nossa percepção dele. Esse é o segredo: conseguir fazer com que ela nunca seja um tsunami, mas sempre uma onda que devemos e podemos encarar de frente. Metas, cotas, relatórios, reuniões, dinheiro e relações muitas vezes viram um maremoto sem razão por não sabermos lidar com o mar, pois a vida é como um barco a vela, que mesmo contra o vento você consegue chegar aonde quer. Pode demorar um pouco, mas se tiver paciência e souber lidar com os ventos, logo se chegar lá.

UOL – Você usa essas técnicas como jurado do “Bake Off Brasil” para motivar os competidores?

Fabrizio:  Basicamente eu falo sobre lidar com as emoções pessoais e com os problemas. Acredito que ao longo dos programas isso naturalmente vai acontecendo, pois as pessoas vão se acostumam mais com os problemas e lidam melhor com a pressão, por consequência, produzem muito mais e obviamente melhor.

Confeccao - Foto Artur Igrecias (71)

Fasano avalia doce ao lado de Carolina Fiorentino no “Bake Off Brasil – Mão Na Massa”.

UOL – Como analisa o temperamento dos participantes de maneira geral? Como eles lidam com a pressão, com os elogios, com as derrotas e também com as eliminações?

Fabrizio:  De maneira geral são todos superbacanas e do bem. Porém, no começo, tudo são flores, mas com o passar dos programas, eliminações, críticas e com os minutos de fama que começam a se diluir, eles começam a realmente mostrar quem são. Uns para o bem e outros nem tanto. Ao invés de aproveitar o momento com boas energias, fazendo projetos e trabalhando, alguns deles perdem o dia inteiro postando suas frustrações sobre regras do programa e até sobre nós, jurados, que apenas após eliminá-los acabamos nos tornando incoerentes e incompetentes. Infelizmente, nesses casos, só a vida poderá ensinar que uma oportunidade dessa não se têm duas vezes e que o resultado, no final, vai continuar a ser o que a pessoa era antes, sem a necessidade de contar historinhas mentirosas que justifiquem o motivo de suas eliminações para aqueles que no futuro se quer lembrarão dele no programa.

]]>
0