Entrevista – Bake Off Brasil http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br Curiosidades sobre a reality 'Bake Off Brasil – Mão na Massa', informações de bastidores e as receitas mais saborosas da competição. Sun, 18 Oct 2015 01:41:38 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 “Fasano e Carol pegavam no meu pé”, diz Joca, eliminado do “Bake Off” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/02/fasano-e-carol-pegavam-no-meu-pe-diz-joca-eliminado-do-bake-off/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/10/02/fasano-e-carol-pegavam-no-meu-pe-diz-joca-eliminado-do-bake-off/#comments Fri, 02 Oct 2015 21:27:09 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=266 Foto_Milena seta-136

Joca é eliminado do “Bake Off Brasil”

O advogado Humberto Consiglio, 43 anos, conhecido pelo Brasil como Joca, foi o eliminado do “Bake Off Brasil – Mão na Massa” (SBT), do último sábado (26). A saída do paulista da competição deixou os outros participantes emocionados. Em entrevista exclusiva ao UOL, o advogado revela não torcer para nenhum dos concorrentes restantes na competição, diz que pretende seguir carreira como confeiteiro e comenta sobre as críticas que a aparência de seus doces costumavam receber dos jurados Fasano e Carolina: ” Fabrizio e a Carol, que pegavam no meu pé mas é porque tenho certeza que queriam extrair o meu melhor, pois sentiam que poderia render mais”.

Confira a entrevista na íntegra:

UOL – Como você avalia sua participação no Bake Off Brasil?

Joca: A minha participação foi excelente, não me refiro necessariamente ao produto final apresentado nas provas, pois esse é passível de controvérsias, me refiro sim à oportunidade única e extraordinária de poder estar participando de um projeto que é um sucesso mundial e ao fato de que é necessário muita coragem e disposição para participar de um programa desses, me refiro ainda de ter podido mostrar o meu melhor lado que é a paixão que sinto pela gastronomia; tudo o que fiz foi de coração, coloquei muita dedicação e paixão em cada prato pois tinha plena consciência dessa oportunidade única que estava passando.

Foto_Milena seta-91

Bombas de Joca são criticadas.

UOL – As suas receitas eram elogiadas pelo sabor, mas muitas vezes foram criticadas pela aparência. O que achava disso?

Joca: Romper com os padrões estéticos estabelecidos nunca foi tarefa fácil, seja em que esfera for; essa ruptura causa estranheza inicial em todos e até mesmo indignação aos mais ortodoxos. Quando eu disse um não à ditadura do morango com chantilly, que particularmente acho cafona, sabia que estava provocando a ira dos defensores da estética convencional sob o perigo de à priori ser incompreendido, mas acima de tudo, certo de que isso poderia posteriormente gerar um padrão de fácil reconhecimento e foi o que aconteceu quando o Fabrizio reconheceu o “Padrão Joca” de acabamento. Sou um apreciador da estética geométrica e minimalista e ainda, me sinto o legítimo representante da culinária Roots, dos primórdios mesmo, onde ainda não havia a contaminação de determinados “padrões” a serem seguidos. Picasso uma vez, ao visitar uma exposição de desenhos de crianças, disse: “Quando eu tinha essa idade sabia desenhar como Rafael, mas, precisei de uma vida inteira para aprender a desenhar como as crianças”. Obvio que não estou querendo me comparar à genialidade do mestre Picasso, simplesmente estou justificando que aquilo que à primeira vista lhe parece tosco e mal acabado, pode ser um processo elaborado e proposital de ruptura com o que já está estabelecido como belo.

Foto_Milena seta-201

Participante Joca.

UOL – Você pretende trocar a profissão de advogado pela de confeiteiro profissional?

Joca: Trocar de profissão é apenas um reconhecimento daquilo que a minha alma está falando dentro de mim; não necessariamente por um confeiteiro profissional, pelo menos por enquanto, pois para isso será necessário terminar cursos de bolos e doces, mas sinto que a minha verdadeira vocação é levar entretenimento para as pessoas; Adoro interagir com o público e ver o retorno desse trabalho quase que em tempo real através das mídias sociais. Meu plano é inicialmente ter um canal dedicado para ensinar receitas e continuar interagindo com as pessoas, pois isso juntará muitas boas qualidades que acredito ter: didática necessária para ensinar, bom humor e paixão pela culinária, Ensinar receitas fáceis e práticas e mostrar que qualquer pessoa pode cozinhar, afinal eu sou a prova viva disso (risos).

UOL – Qual foi o seu melhor e o pior momento no reality show?

Joca: Eu tive tantos momentos maravilhosos no programa que não saberia dizer se tive momentos ruins; recebi uma carta do meu pai que estava internado e me acabei de chorar (risos); Tive meu bolo de raiz escolhido como o melhor do dia por ninguém menos que o Chef Carlos Bertolazzi (Hell’s Kitchen – Cozinha Sob Pressão), uns dos melhores da atualidade; Tive o privilégio único de passar meu aniversário durante as gravações do programa e ter a carta que a Paty, minha esposa, me escreveu, sendo lida em rede nacional pela queridíssima Ticiana, me acabei de chorar também (risos).Tive a honra de conhecer pessoas extraordinárias da produção, direção, roteiro, isso sem contar evidentemente com o Fabrizio e a Carol, que pegavam no meu pé mas é porque tenho certeza que queriam extrair o meu melhor, pois sentiam que poderia render mais (dizem por ai que os verdadeiros amigos são os que falam as verdades na nossa cara) e, é claro, a querida Ticiana, que me defendeu até no último programa, aliás não somente a mim mas a todos pois sabia dos perrengues que passávamos.

UOL – Fez amigos na atração? Por quem está na torcida? E quem você acha que não merece vencer?

Joca: O clima sempre foi de amizade, sou amigo de todos; aqueles que estava torcendo saíram antes de mim, que eram o Ronaldo e a Gabi, muito talentosos e cozinheiros de alma como eu; jamais diria que alguém não merece ganhar, não faz o meu estilo, torço para que vença o melhor.

Foto_Milena seta-199

Joca recebe abraços após ser eliminado do “Bake Off Brasil”.

]]>
7
Eliminado pela segunda vez, Bruno conta como foi participar do “Bake Off” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/28/eliminado_pela_segunda_vez_bruno_conta_como_foi_participar_do_bake_off/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/28/eliminado_pela_segunda_vez_bruno_conta_como_foi_participar_do_bake_off/#respond Mon, 28 Sep 2015 13:55:42 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=247 Participantes com os bolos de sua vida_Foto Artur Igrecias

Bruno é eliminado duas vezes do Bake Off Brasil.

Eliminado na semana passada pela segunda vez no “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT), o gaúcho Bruno Sutil conversa com o UOL, conta como é a sensação de ver o sonho de ser campeão do reality show terminar e revela que pensa em investir profissionalmente na área da confeitaria após ter conseguido agradar o rigoroso paladar dos jurados Fasano e Carol Fiorentino.

UOL – Como é a sensação de ser eliminado pela segunda vez no Bake Off Brasil?

Bruno: Olha, boa é que não é [risos].  Eu já to sentindo falta da tenda, não é fácil sair. Lá é meio que a cozinha dos sonhos. Queria muito poder cozinhar lá mais uma vez.

UOL – Por qual motivo você decidiu fazer uma receita diferente da pedida (Naked Cake) pelos jurados durante a prova? Motivo que pode ter influenciado na sua eliminação.

Bruno: A receita não é diferente. A massa não é tradicional, ou muito conhecida. o Dacquoise não é simples de fazer – é muito sensível à diversos fatores – e acontece que o tempo úmido realmente atrapalhou.

Bruno Bake OffUOL – Por quem está torcendo para vencer o reality show? Existe alguém que você não queira que vença?

Bruno: Meu coração é meio dividido. Fiquei muito amigo de muita gente, mas acho que tem uma questão de constância, de ir bem sempre em todas as provas e, quanto à isso, com certeza a Samira é uma forte concorrente. Não tem ninguém que eu não queira que vença, mas acho que alguns participantes merecem muito mais ganhar.

UOL – Qual foi o seu melhor momento dentro do “Bake Off Brasil”?

Bruno: Com certeza a repescagem.  Foi um episódio lindo onde as pessoas estavam jogando pela esperança de voltar, não surtando pra não sair. Eu acho que foi o mais bonito e o mais gostoso de participar e, talvez, o que eu tenha ido melhor.

UOL – O que fará a partir de agora? Possui algum projeto? Vai se especializar para virar um confeiteiro profissional?

Bruno: Eu tenho a minha página “Bruno Sutil” no Facebook e um canal no YouTube com o mesmo nome. Muita gente está querendo comprar os meus doces, então, estou pensando se irei ou não investir nessa nova área. Talvez não seja uma ideia tão ruim, afinal, consegui agradar a Carol e o Fasano.

]]>
0
“Seguirei como amadora”, revela Gabi, eliminada do “Bake Off Brasil” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/17/seguirei-como-amadora-revela-gabi-eliminada-do-bake-off-brasil/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/17/seguirei-como-amadora-revela-gabi-eliminada-do-bake-off-brasil/#comments Thu, 17 Sep 2015 17:10:36 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=229 Confecao dos Doces_Fotos Artur Igrecias (19)

Gabi é a última eliminada do “Bake Off Brasil” – Crédito: Artur Igrecias/SBT

A última eliminada do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT), Gabi Strano, 29 anos, conversou com exclusividade com o UOL para revelar como está sua vida após participar do reality show. A paulistana e lutadora de jiu-jitsu, que está numa viagem no Japão, assume ser muito competitiva e ter ficado triste com a decisão dos jurados: “Quero sempre o pódio, por isso eu não achei justa a decisão”. Gabi  conta ainda que adorou a experiência e repercussão sobre sua participação, mas que, por enquanto, seguirá apenas como confeiteira amadora. Confira abaixo a entrevista completa:

UOL – Como foi a experiência de participar do primeiro “Bake Off Brasil – Mão Na Massa”?

Gabi Strano: A experiência foi bem positiva, tive a oportunidade de cozinhar em um cenário lindo, com equipamentos ótimos e conhecer pessoas muito especiais que já se tornaram amigos. E claro, além de poder mostrar um pouco dos doces que eu gosto muito de fazer.

UOL – Você ficou muito emocionada com a notícia de sua eliminação. Qual o motivo das lágrimas? Achou justa a decisão dos jurados?

Gabi Strano: É impossível entrar em uma competição sem o objetivo da vitória, sou bastante competitiva, então ser eliminada naquele momento realmente não me deixou feliz, quero sempre o pódio. Não achei justa a decisão dos jurados, com certeza eu preferiria ter continuado na competição!

Doces - Foto Artur Igrecias (54)

Carol Fiorentino e Fasano avaliam Gabi ao lado de Ticiana Villas Boas. Crédito: Artur Igrecias/SBT

UOL – Em um dos episódios do reality show você foi eleita a mestre confeiteira do dia e pode vestir o sonhado avental verde. Como se sentiu?

Gabi Strano: O avental verde acabou sendo uma surpresa, pois até o momento que foi anunciado o melhor do dia, eu não sabia que o Diego Lozano, jurado-convidado, tinha ficado na dúvida entre meu bolo de brigadeiro e o da Marilia, essa notícia foi tão boa quanto a do avental. O avental verde dá uma sensação boa de dever cumprido.

Gabi

Gabi do “Bake Off Brasil”

UOL – Como foi a repercussão nas redes sociais e nas ruas sobre a sua participação? Pretende ser uma confeiteira profissional?

Gabi Strano: A repercussão foi bem positiva. Para alguns foi uma surpresa a participação no programa, não eram todos que conheciam meus dotes culinários. Por enquanto seguirei como amadora, para alegria da família e amigos, e no futuro pretendo começar a estudar para me tornar uma confeiteira profissional, acredito que estudo e experiência são essenciais para ser bem sucedido em qualquer carreira, tanto na Química, quanto na Confeitaria.

UOL – Pra quem é a sua torcida no “Bake Off Brasil”? E pra quem você não torce de maneira alguma?

Gabi Strano: Me identifiquei bastante com o estilo, receitas e ingredientes usados pelo Ronaldo e pelo Joca. Já que o Rô já foi eliminado também, minha torcida agora fica com o Joca, bem rústico. E no final, que vença o melhor. Nada de torcida contra.

 

]]>
1
Juliana volta ao “Bake Off” e ironiza Fasano em entrevista: “Te devo uma” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/09/juliana-volta-ao-bake-off-e-ironiza-fasano-em-entrevista-te-devo-uma/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/09/juliana-volta-ao-bake-off-e-ironiza-fasano-em-entrevista-te-devo-uma/#comments Wed, 09 Sep 2015 19:35:00 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=199 Participantes com os bolos de sua vida_Foto Artur Igrecias (5)

Participante Juliana. Crédito: Artur Igrecias/SBT

Na repescagem do  “Bake Off Brasil – Mão na Massa” (SBT) exibido no último sábado, Juliana Ferraz, de 24 anos, voltou ao reality show com garra e confiança para ser a grande vencedora. Em entrevista exclusiva ao UOL, a paulista conta como foi ser a primeira eliminada da atração e comenta sobre a sensação de dar a volta por cima e retornar ao jogo. Dona do canal de vídeos “TPM, pra que te quero”, onde ensina receitas para as internautas fazerem desse um período mais doce, Juliana teve que lidar com memes e piadas após sua eliminação e do cometário do temível jurado Fabrizio Fasano Jr., que após saborear seu bolo de chocolate foi categórico: “Ju, nem em TPM dá para comer esse bolo” (o doce estava amanteigado). Juliana garente que aprendeu a levar tudo com bom humor e aproveita para ironizar Fabrizio: “Pra mim foi ótimo, ele fez propaganda do TPM em rede nacional. Obrigada, Fabrizio! Te devo uma!”. Leia a entrevista completa:

UOL – Qual a sensação de voltar ao “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” após a repescagem?
Juliana: É indescritível. Foi realmente uma segunda chance para mim, e isso é muito simbólico. Significa um recomeço para tudo na minha vida, principalmente um novo olhar sobre mim mesma. Voltar para a competição foi uma das coisas mais incríveis que aconteceu comigo ultimamente. Significa que quando eu consigo administrar as minhas emoções, tudo dá certo.

UOL – Você foi a primeira eliminada da atração. Qual foi o erro daquela ocasião que você deve evitar repetir?
Juliana: O grande erro que me fez sair, foi deixar a emoção e a ansiedade falarem mais alto. Sou uma pessoa muito intensa em tudo o que faço e essa intensidade acabou me atrapalhando. Aprendi também que errar é humano e que em uma competição com pressão, é preciso saber lidar com os erros. Mas como faço tudo com muita paixão, agora com os nervos controlados, acredito que dará tudo certo (risos).

UOL – O que você acha dos jurados, Fabrizio Fasano Jr. e Carolina Fiorentino?
Juliana: Não tive tempo de conviver muito com a Carol e o Fabrizio. Mas como todas as críticas que recebo, tento assimilar da melhor forma possível. Eu ainda me sinto um pouco intimidada, não é tão fácil impressionar os dois. Mas aprendi também a respirar e lidar da melhor forma possível. Apesar que no último episódio consegui agradá-los. Isso pra mim já é uma vitória.

UOL -Você é a participante mais jovem do “Bake Off Brasil”, ao lado do Ayrton, acredita que isso ajuda ou atrapalha?
Juliana: Acho que ajuda. Ajuda pelo fato de eu ser muito aberta a novas experiências, novas pessoas e também por sempre encarar novos desafios de uma maneira muito leve.

Confeccao dos Doces_Fotos Artur Igrecias (50)

Juliana tenta explicar sua receita para Carolina Fiorentino no programa de estreia. Crédito: Artur Igrecias/SBT

UOL – Possui alguma estratégia que acredita que lhe fará vencedora do primeiro “Bake Off Brasil – Mão na Massa”?
Juliana: Minha estratégia é simples: me divertir e fazer tudo com muito amor. Foi isso que eu aprendi com o programa até agora: se eu ficar nervosa e tensa, vou errar. Se eu ficar tranquila e alegre, tudo vai dar certo. Afinal, cozinhar nada mais é do que um ato de carinho. Tem que ser
gostoso!

UOL – Por quem você estava torcendo depois que foi eliminada? E agora que voltou ao programa, como fica essa torcida?
Juliana: Posso dizer que estava torcendo para uns 8 participantes? (risos) Gosto muito de todos, mas eu criei uma afinidade muito grande com o Michael. A gente brinca que foi amor à primeira vista. Apesar de ter voltado à competição, para mim nada vai mudar. Continuo torcendo para ele e
para mim ao mesmo tempo. Acho que formaremos uma ótima dupla! (risos).

UOL – Possui alguma inimizade no reality ou tomará cuidado com algum dos seus concorrentes? Por quê?
Juliana: Não. Gosto de todos e espero que seja assim até o final. Claro que tudo pode mudar com o decorrer do programa, mas espero que o clima de cooperação sempre continue. Isso faz toda a diferença.

Juliana

Participante Juliana. Crédito: Artur Igrecias/SBT.

UOL – Os internautas postaram brincadeiras inspiradas no comentário de Fasano em relação ao bolo de chocolate com excesso de manteiga que você apresentou no programa de estreia, que resultou em sua eliminação. Como você lidou com essas críticas?
Juliana: A partir do momento que você se expõe, principalmente em rede nacional, tem que saber lidar com as críticas. Eu já estou com o “TPM, pra que te quero?” há quase um ano, já ouvi muitas coisas que gostei e que não gostei. Antes eu ficava triste, achava que era pessoal. Hoje em dia dou muita risada e aprendi que cada um tem uma opinião. Por sorte, pelo menos no canal, existe um retorno muito positivo dos fãs, o que me faz acreditar cada vez mais no meu trabalho. Em relação ao comentário do Fasano, eu dei muita risada. Pra mim foi ótimo, ele fez propaganda do TPM em rede nacional. Obrigada, Fabrizio! Te devo uma! (risos).

]]>
1
Fasano detona eliminados que não lidam bem com derrota no “Bake Off Brasil” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/04/fasano-detona-eliminados-que-nao-lidam-bem-com-derrota-no-bake-off-brasil/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/09/04/fasano-detona-eliminados-que-nao-lidam-bem-com-derrota-no-bake-off-brasil/#respond Fri, 04 Sep 2015 19:46:00 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=189 Bastidores - Fotos Artur Igrecias (10)

Fasano concede entrevista exclusiva para o UOL. Crédito da foto: Arthur Igrecias/SBT

Em entrevista exclusiva ao UOL, o temido jurado do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT), Fabrizio Fasano Jr., conta como está a repercussão do reality show, fala das palestras que está ministrando pelo País, analisa o desempenho dos participantes e de sua amiga de júri, a chef confeiteira Carolina Fiorentino. Polêmico e nada doce em suas declarações, o empresário ainda manda um recado aos participantes que venham a não aceitar suas eliminações: “Só a vida poderá ensinar que uma oportunidade dessa não se têm duas vezes”.

UOL – Como está sendo ser jurado do Bake Off Brasil – Mão Na Massa? Quais experiências adquiridas até o momento?

Fabrizio: Está sendo uma experiência única e super agradável. De forma geral, essas experiências são muito mais ligadas ao lado emocional do que ao processo culinário.

UOL – Qual foi o pior erro de um participante até agora?

Fabrizio: Não me lembro de nenhum erro gravíssimo gravíssimo que algum participante em específico tenha feito, mas me lembro dos erros graves que a maioria deles cometeu.

Jurados - Foto Artur Igrecias (2)

Fabrizio Fasano Jr. e jurado linha dura do Bake Off Brasil.

UOL – Você chamou a atenção da Carolina no sexto episódio do reality e disse que ela precisa ser menos boazinha, por qual motivo? Você se considera muito exigente?

Fabrizio: Eu sou uma pessoa bastante crítica e sempre tento, através das minhas críticas, fazer com que as pessoas cheguem ao máximo que elas conseguem. Eu também sinto isso da Carol, as vezes ela tinha alguma crítica um pouco mais forte para dizer, mas talvez pela personalidade ser diferente da minha, ela amenizava um pouco as palavras e era isso que eu queria nela, que ela me ajudasse a fazer com que eles se sentissem mais pressionados e, portanto, conseguissem fazer o melhor deles.

UOL – Além do “Bake Off Brasil” você também está ministrando palestras pelo País com temáticas motivacionais, certo? Explique um pouco como elas funcionam.

Fabrizio: A minha palestra tem como objetivo mostrar para as pessoas que o hoje bem tratado e bem resolvido é a melhor maneira de garantir um futuro melhor, mais tranquilo e feliz. Tratar os dias ruins da melhor maneira possível só depende da gente e é aí que está a grande fórmula de conseguir transformar nossa vida numa coisa mais fácil e tranquila. Quando os nossos problemas chegam, eles parecem um tsunami, porém, com o passar dos dias, as vezes, eles viram ondinhas. Na realidade não foi o problema que mudou, mas sim a nossa percepção dele. Esse é o segredo: conseguir fazer com que ela nunca seja um tsunami, mas sempre uma onda que devemos e podemos encarar de frente. Metas, cotas, relatórios, reuniões, dinheiro e relações muitas vezes viram um maremoto sem razão por não sabermos lidar com o mar, pois a vida é como um barco a vela, que mesmo contra o vento você consegue chegar aonde quer. Pode demorar um pouco, mas se tiver paciência e souber lidar com os ventos, logo se chegar lá.

UOL – Você usa essas técnicas como jurado do “Bake Off Brasil” para motivar os competidores?

Fabrizio:  Basicamente eu falo sobre lidar com as emoções pessoais e com os problemas. Acredito que ao longo dos programas isso naturalmente vai acontecendo, pois as pessoas vão se acostumam mais com os problemas e lidam melhor com a pressão, por consequência, produzem muito mais e obviamente melhor.

Confeccao - Foto Artur Igrecias (71)

Fasano avalia doce ao lado de Carolina Fiorentino no “Bake Off Brasil – Mão Na Massa”.

UOL – Como analisa o temperamento dos participantes de maneira geral? Como eles lidam com a pressão, com os elogios, com as derrotas e também com as eliminações?

Fabrizio:  De maneira geral são todos superbacanas e do bem. Porém, no começo, tudo são flores, mas com o passar dos programas, eliminações, críticas e com os minutos de fama que começam a se diluir, eles começam a realmente mostrar quem são. Uns para o bem e outros nem tanto. Ao invés de aproveitar o momento com boas energias, fazendo projetos e trabalhando, alguns deles perdem o dia inteiro postando suas frustrações sobre regras do programa e até sobre nós, jurados, que apenas após eliminá-los acabamos nos tornando incoerentes e incompetentes. Infelizmente, nesses casos, só a vida poderá ensinar que uma oportunidade dessa não se têm duas vezes e que o resultado, no final, vai continuar a ser o que a pessoa era antes, sem a necessidade de contar historinhas mentirosas que justifiquem o motivo de suas eliminações para aqueles que no futuro se quer lembrarão dele no programa.

]]>
0
“Estou chateado”, revela o gaúcho Bruno, eliminado do “Bake Off Brasil” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/08/26/estou-chateado-revela-bruno-eliminado-do-bake-off-brasil/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/08/26/estou-chateado-revela-bruno-eliminado-do-bake-off-brasil/#comments Wed, 26 Aug 2015 13:23:47 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=166 Bastidores - Foto Artur Igrecias (9)

Bruno é eliminado do Bake Off Brasil. Crédito: Artur Igrecias/SBT

O gaúcho Bruno Sutil, de 25 anos, último eliminado do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT), concedeu uma entrevista exclusiva ao blog para contar como estão sendo os seus dias após a saída do reality show. Bruno revela ter ficado mal com a eliminação do último sábado (22): “Não acredito mesmo que eu tenha sido o pior do dia ou que eu deveria ter saído”. O gaúcho também conta que construiu uma amizade com o participante Ayrton Bartoleti, por quem passa a torcer pela vitória. Ainda na entrevista, Bruno classifica seu incidente no quarto episódio da atração – em que derrubou sua torta na porta do fogão momentos antes do término da prova – como o seu melhor momento na competição: “Hoje eu só consigo rir da história”. Confira a íntegra do bate-papo com o gaúcho eliminado:

Participantes com os bolos de sua vida_Foto Artur Igrecias

Bruno é o quinto eliminado do Bake Off Brasil. Crédito: Artur Igrecias/SBT

UOL – Os jurados optaram pela sua eliminação ao analisar sua trajetória no reality show. Achou justo?

Bruno: Acredito que olhar a trajetória é, sim, uma excelente forma de escolher quem deve ficar quando existe um empasse. Não acredito mesmo que eu tenha sido o pior do dia ou que eu deveria ter saído, mas infelizmente foi o que aconteceu.

UOL -Na prova técnica você tentou ousar na decoração do quindim, mas isso não foi suficiente para superar as críticas a respeito do forte gosto de ovo no doce. Qual sua avaliação sobre isso?

Bruno: Eu fiz o que se pode ser feito para evitar que o gosto não fique muito forte – tirei a película da volta da gema e não mexi muito a massa – e inclusive expliquei isso no programa. Agora, se fatores como o cheiro de ovo que ficou na tenda ou o fato de que o meu foi o primeiro a ser provado influenciou na avaliação dos jurados, não sei dizer.

UOL – Na prova de criatividade, o seu bolo foi elogiado pelo chef Diego Lozano, convidado na atração, ficou feliz?

Bruno: Fiquei muito feliz. O Diego é um excelente chef e a participação dele, assim como as críticas, agregaram muito ao programa e ao meu aprendizado. Fiquei muito satisfeito com a avaliação dele, acho que foi extremamente adequada.

Confeccao - Foto Artur Igrecias

Chef Diego Lozano participa do reality e elogia bolo de Bruno. Crédito: Artur Igrecias/SBT

UOL -Qual foi o seu melhor e o seu pior momento no Bake Off Brasil?

Bruno: Por incrível que pareça, o melhor momento pra mim, olhando agora, foi quando a torta caiu. Hoje eu só consigo rir da história, por mais tragicômico que tenha sido no momento, aquilo me fez relaxar muito para a prova técnica e pro outro dia inteiro. O pior foi de longe a minha saída – eu fiquei muito mal, estava dando uma parte muito grande de mim ao programa e fiquei bem chateado de não ser mais parte daquilo.

Final - Foto Artur Igrecias

Bruno revela torcer pela vitória de Ayrton (na foto). Crédito: Artur Igrecias/SBT


– Você está na torcida para qual dos 7 competidores restantes vencer a atração?

Bruno: No primeiro contato que eu tive com o Ayrton na tenda, não achei que ele ia muito longe, mas tem três coisas que me fizeram mudar de ideia. A primeira e a segunda são a criatividade e coragem que ele tem de arriscar, duas características que eu admiro muito e que juntas podem acabar muito bem ou muuuuuito mal! Espero que no caso dele, acabe muito bem! A terceira é a amizade que criamos. Ayrton e eu nos damos muito bem, é uma amizade que quero levar pra vida!

]]> 1 “Consegui me reerguer”, diz Bruno, que derrubou torta no “Bake Off Brasil” http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/08/20/consegui-me-reerguer-diz-bruno-que-derrubou-torta-no-bake-off-brasil/ http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/2015/08/20/consegui-me-reerguer-diz-bruno-que-derrubou-torta-no-bake-off-brasil/#respond Thu, 20 Aug 2015 17:12:19 +0000 http://bakeoffbrasil.blogosfera.uol.com.br/?p=137

O participante Bruno Sutil, de 25 anos, do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT) deixou todos os telespectadores aflitos no programa passado, quando derrubou sua torta com recheio de gorgonzola acidentalmente na porta do fogão nos momentos finais da prova de criatividade. Por sorte, os jurados Fabrizio Fazano Jr. e Carolina Fiorentino não acharam sua torta a pior do dia, o que lhe salvou da eliminação. Em entrevista exclusiva, o competidor conta detalhes do que aconteceu e fala sobre a repercussão nas redes sociais.

Participante Bruno congela ao notar que sua torta cai da bancada. Crédito: Artur Igrecias/SBT

Participante Bruno congela ao notar que sua torta cai da bancada. Crédito: Artur Igrecias/SBT

Assim como os internautas nas redes sociais, o competidor gaúcho também achou que seria eliminado: “Eu tinha certeza que seria eliminado, não tinha dúvida nenhuma. Eu só entendi o que tinha acontecido depois de todo mundo, porque eu não ouvi-la cair, ouvia só gritos na tenda inteira. Eu congelei por alguns segundos, daí que os outros participantes vieram me ajudar. Eu só ouvia um monte de gente falando e nem sabia quem falava o que. Depois de uns segundos que eu pensei ‘tenho que fazer alguma coisa’ e comecei a pegar as formas de um e de outro pra virar a torta e cortar – ideia da Gabi. O pessoal é incrível, a gente se ajuda muito. Ninguém quer ver o do outro dar errado, mas queremos que o nosso dê mais certo [risos]. São uns anjos!”, revela.

Ticiana Villas Boas fica preocupada com Bruno ao ver a torta dele sob a porta do fogão. Crédito: Artur Igrecias/SBT

Ticiana Villas Boas fica preocupada com Bruno ao ver a torta dele sob a porta do fogão. Crédito: Artur Igrecias/SBT

Bruno culpa a ansiedade pelos incidentes com a torta e diz ter ficado aliviado em permanecer no reality show: “Eu não acreditava quando eles me liberaram. Fiquei pasmo, não achei que era verdade. Eu fui bem no Tiramisú, já conhecia o doce e já tinha feito do zero, desde as bolachas. Pensando agora, entendo o porquê de me liberarem – apesar de ter caído a torta (nem acredito que tive a sorte de cair dentro do forno, e não no chão), ela estava muito saborosa (e descobri que a Carol é apaixonada por gorgonzola, muita sorte, também)”.

Apesar de toda a tensão sobre a queda da torta na tenda do “Bake Off Brasil”, nas redes sociais o clima era outro. Os internautas fizeram diferentes tipos de comentários, alguns se sensibilizaram e outros fizeram piadas. Os memes (imagens com frases bem humoradas que se espalham pelas redes sociais) surgiram e um deles agradou o participante.

11872912_10207758126059561_582600784_n

Meme lançado por internauta que mais divertiu o participante Bruno.

“Eu acho isso tudo espetacular. Agradeço ao público, pois o carinho foi incrível (durante o programa tive centenas de menções diretas no Twitter @brunobakeoff) e as piadas, hilárias! Ri tanto com os memes e fui obrigado a postar, pois foram muito bem pensadas. O da paródia do “Forninho da Giovana” me fez rir muito quando vi. Naquela noite o meu telefone não parava. Meus amigos ligavam e mandavam mensagem de Porto Alegre, todo mundo achou que eu era um ‘caso perdido’ naquele momento. Que bom que consegui me reerguer”, se diverte o gaúcho ao lembrar do que acontecer nesta semana.

Sobre o perfil dos jurados do reality show, Bruno revela sua impressão sobre o temível jurado Fabrizio Fasano Jr. e da chef confeiteira Carolina Fiorentino, considerada por muitos a jurada conselheira.

“Eu tenho uma grande admiração pelos dois. Em primeiro, a Carol é realmente incrível. No pouco contato que eu tive com ela, percebo a riqueza técnica das avaliações e tento aprender bastante. Ouvir a avaliação dela é como abrir um dos livros de técnicas que tenho em casa, eu vou entendendo o porquê das coisas. Por causa dela, o programa tem sido uma escola incrível pra mim. O Fasano me lembra muito o meu pai – as avaliações são bastante rigorosas e ele não aceita nada que não seja a completa perfeição. Gosto disso, pois me faz querer melhorar sempre – é tudo uma questão de como ouvimos a crítica. Eu acabo concordando muito mais com a Carol do que com ele, às vezes acho que existem equívocos nas avaliações, por exemplo: é diferente a torta estar ruim e tu não gostares de comidas fortes (no caso da torta de gorgonzola), ou dizer que o bolo dos pais foi chocolate com chocolate e mais chocolate (de novo) – aquele foi o meu primeiro doce de chocolate, além de ser de chocolate com vinho do porto e Zambaglione – um mousse de vinho bastante difícil de executar e que me salvou da eliminação”, contou Bruno.

Bastidores - Foto Artur Igrecias (44)

Bruno sendo avaliado de perto por Carolina Fiorentino e Fabrizio Fasano Jr. na estreia do Bake Off Brasil Crédito: Arthur Igrecias/SBT

]]>
0